O carioca e a segurança

Ciclismo-capa-Folha-Carioca-9885-copy-700x466O carioca não é muito diferente do que qualquer cidadão do mundo. O ciclista carioca não é muito diferente de outros ciclistas do mundo. Ora, sabemos muito bem que o carioca gosta de cuidar da sua saúde. O carioca é um sujeito ligado à natureza (queira ou não) e que se sente parte dela, parte integrante e funcional dela.

O maior empecilho é mesmo a segurança. Segurança em todos os aspectos, seja ele o medo de ser assaltado como o medo de se acidentar. Nesse sentido, especialmente no primeiro, ainda temos muita luta e muito cicloativismo pela frente. Mas nos que tange à infraestrutura, muito está mudando. A cultura da bike está chegando. Temos mais ciclovias do que antes. Temos mais pessoas adotando a magrela.

Então o fator segurança, embora carente de melhorias ainda, está sendo observado, estudado, melhorado. Quem sabe em pouco tempo a cultura da bike vá ser segunda natureza para o carioca assim como é para vários cidadãos do mundo. A Camelo Urbano é confiante!