Dias Melhores

18161067_1233091360157921_1275124164675502080_n

Tem dias que a gente olha para o noticiário ou para a situação política do país e do mundo e resta pouquíssima esperança. A gente só vê lideranças equivocadas e fracas, retrocesso, intolerância e desigualdade. Mas tem dias que parece que tudo vai ficar melhor.

E hoje a Camelo Urbano vai mostrar uma história que pertence felizmente ao segundo grupo. Eles começaram a atuar em 2014. Logo ficaram conhecidos como a Família Bike Amarela. Suas ações são muito louváveis e ajudam a nos devolver esperança. Eles têm uma campanha permanente que busca por doação de sangue e que promove o cicloativismo na cidade de Curitiba. Estamos falando da família Batiste: Elízio (55), Marinês (47), Germano (14) e Hernani (10).

Eles se vestem de amarelo (roupa que deu o codinome ao clã) e todo sábado vão ao calçadão da cidade panfletar em busca de mais doação de sangue. Eles também vão em escolas para falar sobre sua pauta do-bem. Tudo começou de uma forma trágica, quando a família presenciou a morte de um motociclista e resolveram transformar esse experiência numa fonte de conscientização.

E estar no lado certo da história, ajudando pessoas, nem sempre é um mar de rosas. Marinês tem a cabeça raspada e tomou essa decisão apenas para poder participar melhor do universo das crianças que ajuda. E essa decisão nem sempre é bem-vista pelas pessoas. Os filhos já sofreram bullying na escola por conta disso. As pessoas dizem que a família só quer aparecer. Mas a família diz que vai continuar seus esforços mesmo com essa corja de bolas-murchas do lado atrapalhando. Afinal, o mundo precisa de gestos como esse. Que continuem!