10 Cidades Mais Bike-Friendly no Brasil e no Mundo

 

HR3151 SÃO PAULO/SP 16/07/2016 HADDAD VAI PAGAR VIAGEM DE BICICLETA ESPECIAL DOMINICAL CIDADES - A gestão Haddad vai recompensar financeiramente o paulistano que trocar o carro ou o ônibus pela bicicleta, por meio da criação do bilhete mobilidade, que substituirá o atual bilhete único. Na foto ciclistas na Av. Paulista. FOTO: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

Na foto ciclistas na Av. Paulista. FOTO: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

A Camelo Urbano preparou uma lista das cidades que colocam a bicicleta no centro de suas vidas, como transporte muito mais que alternativo, quase que padrão e obrigatório. São cidades onde você pode achar vultos do futuro da mobilidade urbana.

No Brasil

São Paulo

Sem dúvida, a cidade que mais investe tanto em infraestrutura quanto em conscientização da população sobre a necessidade de se criar uma cidade amiga da bicicleta. Apresenta um cicloativismo mais acirrado, tem toda uma estrutura que permite ao ciclista não só se locomover, oferecendo também restaurantes com comida saudável e lojas de roupas para ciclistas. Deixa a desejar por conta de todas as brigas no campo da velocidade das vias.

Rio de Janeiro

A prata brasileira experimentou em 2016 um avanço muito grande por causa do revigoramento da área do Porto e do Centro, gerando mais espaços onde o ciclista pode circular. Peca por só ter ciclovia na orla, faltando um sistema que ligue as outras partes da cidade.

Sorocaba

O governo da cidade tem todo um projeto político para ampliar a infraestrutura que permita o uso da magrela. Uma visita ao site do município dá uma boa noção desse protagonismo da bicicleta.

Aracaju

A cidade tem um sistema de compartilhamento de bicicletas encabeçada pela NET que não deixa em nada a desejar para suas primas do Sudeste.

Lorena

Em 2006 já emplacava as bicicletas e agora voltou com força total construindo novas ciclovias.

No exterior

Copenhague

Primeira cidade que conseguiu o feito impensável onde existe mais bicicleta que carro. Isso é fruto de um forte trabalho do governo que tem como objetivo colocar a bicicleta no núcleo identitário da cidade.

Amsterdã 

A dita Veneza da Holanda é percorrida de canais, o que bastante propicia o uso de bicicleta pelos seus cidadãos. A cidade criou fundos para reduzir emissões na área do transporte e do aquecimento.

Oslo

A capital da Noruega quer reduzir em 50% a emissão de gases poluentes nos próximos 4 anos. A circulação de carros é reduzida desde o ano passo, sendo que no Centro os carros são banidos.

Estocolmo

Altos investimentos na magrela. 95% dos seus habitantes vivem a menos de 300 metros da área verde.

Tóquio

Existe uma cultura da bike muito forte na cidade e por ser sede das Olimpíadas em 2020, está transformando sua infraestrutura e aprimorando-a.