São Paulo afinada com o futuro

aveleda_destaque-1024x512

Avelleda usa a bicicleta como meio de transporte em SP / Renata Falzoni

A divulgação do nome do novo secretário de Transportes e Modalidade de São Paulo vem na contramão das críticas à manutenção da ciclocultura da cidade. Sergio Avellada iniciará seu trabalho em 2017, quando da posse do novo prefeito, o Doria, eleito no início de novembro.

As críticas surgiram porque inicialmente Doria se mostrava às vezes contrário ou pouco preocupado com as ciclovias, legado deixado pelo prefeito anterior, Haddad. O contraste ficou bem claro porque Haddad tinha uma postura bem ativista em relação ao tema e expandiu o traçado da malha cicloviária em São Paulo. Doria agora já fala em parcerias público-privadas para gerir esse tema, já que a extinção ou desativação das ciclovias é totalmente inviável.

Avellada, assim como o prefeito Haddad, tem o hábito de pedalar. Ele começou a fazer a transição para a bicicleta no caminho do trabalho quando entrou para o CPTM, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, em 2012. Lá, ele foi um dos grandes nomes por trás da criação da Ciclovia Rio Pinheiros. À frente do metrô, ele sempre recebeu ciclistas para falar sobre mobilidade urbana e intermodalidade.

O secretário afirma que andar de bike te dá uma outra perspectiva da cidade. No carro, você de fato não vê as pessoas, os acontecimentos, o movimento. Você não vê de fato a rua. Além do lado lúdico envolvido, porque todo mundo pedalou quando era criança, então de certo modo pedalar adulto resgata isso.

Nós do Camelo Urbano, parabenizamos esta iniciativa!