Camelo Urbano Reflexões: O transporte público no Brasil não é subsidiado!

 passes socias

Ônibus de qualidade significa passagem mais cara? 


Passagem mais cara impede que pessoas de baixa renda utilizem esse tipo de transporte? 

Não é verdade! Para evitar as manifestações de junho – fomentadas por causa  do aumento da passagem de ônibus bastava o Estado compensar os investimentos feitos pelas operadores de ônibus na qualidade do serviço, através da criação de passes sociais (como ocorre na Europa).

Por que a gente se motiva a usar a bicicleta diariamente em meio ao caos? 

Por causa do trânsito! O trânsito existe por conta do excesso de carros. E o excesso de carros é um dos efeitos do precário do sistema de transporte da cidade.

Claro que transporte de qualidade requer investimentos e, provavelmente isso significaria um aumento da passagem. Mas se considerarmos todos que tem condições de ir de carro diariamente para o trabalho, certamente, eles teriam condições de pagar uma passagem de ônibus um pouquinho mais cara, caso houvesse uma contrapartida justa na prestação do serviço.


E, para quem não pode pagar, existem os passes sociais, que trata-se de uma espécie de bilhete único distribuído à população de baixa renda, com subsídios pagos pela União.

Vimeca e Scotturb os dois concessionários, que parte da família Jacob Barata,  o “Rei do ônibus no Rio”, controlam em Portugal, transportam, diariamente mais de 140 mil passageiros na área da Grande Lisboa. Só que diferente das suas empresas no Rio, ano passado foram compensadas com investimentos de cerca de 8 milhões de euros (R$ 23,5 milhões) na aquisição de novos ônibus, com o objetivo de renovar gradualmente a frota e baixar a idade média do parque de ônibus na grande Lisboa

piso baixo
rampa de acesso