ARQUITETO CRIA CÁPSULAS DE MADEIRA PARA ABRIGAR OS SEM-TETO

capsula-interna

 

A Camelo Urbano entende que a interação entre o cidadão e cidade precisa ser, em todas as instâncias, uma experiência harmônica. E quando dizemos “todas as instâncias”, não estamos falando apenas do transeunte ocasional ou do ciclista engajado. Estamos falando de todo mundo, inclusive os sem-teto.

Sem querer entrar na questão da injustiça social envolvida, nas mazelas escondidas atrás da simples presença de moradores em uma determinada rua escura do seu bairro, vamos falar hoje de inciativas que se afastam do que pode ser feito e se aproximam do que de é feito de fato. Muito pode ser feito e muitos são os fatores que levam pessoas a habitar as ruas. Tantos são esses fatores que esse fenômeno se repete em diversas cidades do mundo, com diferentes modelos econômicos e políticos.

Dito isso, queremos apresentar hoje a proposta do arquiteto James Furzer (26), criador do Home for the Homeless (tradução livre “Teto para os Sem-Teto”). Ele foi o ganhador do concurso Space for New Visions e resolveu voltar o olhar para os cerca de 750 moradores de rua de Londres. Furzer projetou cápsulas de madeira que se anexam às paredes dos prédios.

Projetado para um orçamento limitado, as pequenas casas são feitas com madeira compensada e moldura de metal, contam com uma sala/dormitório e acompanham um colchão. Como diz o arquiteto, não se trata de um hotel de cinco estrelas. Trata-se de um lugar seco, quente, confortável e seguro para abrigar uma pessoa por algumas horas.

Confira:

Vídeo: